sábado, 25 de abril de 2015

Astróloga Virginia Gaia - Signos, horóscopo e muito mais



1 - Fala mais sobre mapas astrais, signos, horóscopo e também a questão dos planetas. Como isso tudo se liga?
Carl Jung, psicólogo que abordou Astrologia sob o prisma de sua teoria da sincronicidade quando a estudou profundamente, afirmou que esta representaria “a súmula de todo o conhecimento psicológico da antiguidade”.
O que a Arqueologia constata é que o homem sempre olhou para o céu e, nele, identificou símbolos. Observando a relação dos fenômenos que ocorrem nos ciclos da natureza e na interação entre corpos celestes e a vida aqui na Terra, surgiu a Astrologia.
Isso quer dizer que, quando a Astrologia contemporânea atribui determinadas características aos movimentos de determinado planeta, ela assim o faz com base no conhecimento acumulado por diferentes civilizações. Sumérios, Maias, Celtas, Vikings, Egípcios, Gregos, Romanos, assim como muitas outras culturas, documentaram as influencias dos astros na vida das pessoas. Embora não tenham se conhecido, esses diferentes povos atribuíram influências semelhantes aos mesmos corpos celestes. Hoje, herdamos os nomes dos signos e planetas do conhecimento greco-romano, mas vale lembrar que a Astrologia é praticada desde a Mesopotâmia. 
Assim, a Astrologia é a aplicação desse conhecimento ancestral para o dia a dia do homem contemporâneo, em suas mais diversas manifestações e áreas de atuação: saúde, amor, relacionamentos, família, trabalho, finanças, espiritualidade, etc. A Astrologia é uma excelente ferramenta para o autoconhecimento e a análise das tendências futuras.




2 - Quando a pessoa tem o mesmo signo que a outra, isso significa que elas tem mais coisas parecidas no comportamento?
Esse é um ponto interessante da Astrologia que vale a pena ser esclarecido. Quando alguém fala “sou do signo de Áries”, por exemplo, significa que essa pessoa tem o Sol em Áries, ou seja, tem Áries como Signo Solar. Claro que todas as pessoas que tem o Sol – ou signo solar – têm algum grau de semelhança, já que o Sol em um mapa natal simboliza nossa energia vital, nossa essência e consciência. Porém, além do Sol, todos nós temos também outros planetas e pontos importantes no Mapa Natal e que estão em outros signos. E daí é que vem a importância de se analisar o Mapa Natal por completo, já que dependendo dos posicionamentos dos demais planetas, a soma de todas as combinações pode resultar em personalidades bem diferentes, apesar do Sol no mesmo signo.



3 - Muito se comenta que uma relação é difícil dar certo quando os dois tem signos muito opostos, fala sobre isso.
Ótimo tema para ser elucidado. Na realidade, é um grande erro generalizar compatibilidades entre signos com base somente na posição do Sol no Mapa Natal. Esse tipo de visão simplista não tem embasamento técnico na Astrologia. A análise da compatibilidade entre duas pessoas deve considerar sempre os Mapas Natais completos das duas pessoas, junto ao Mapa Composto ou o Mapa de Relacionamento, em uma técnica que é conhecida como Sinastria. Astrólogos sérios e que buscam rigor técnico em seu trabalho utilizam essa ferramenta.

4 - Como é cada signo na questão de sensualidade, conta um pouco do lado sexy que cada signo abrange.
Todos os signos tem uma relação diferente com o tema da sexualidade e uma forma diferente de expressar a sensualidade. De qualquer forma, cada indivíduo é único e, por esse motivo, ele é o mapa astrológico completo. Para uma análise mais apurada de como o tema da sexualidade se apresenta na vida de cada pessoa, é necessária uma análise criteriosa da situação dos planetas Marte e Vênus, bem como a do Ascendente e das Casas Astrológicas 5, 8 e 12. E já que a sexualidade está diretamente relacionada a temas do inconsciente, Lua, Plutão e Netuno também precisam ser analisados. Só um astrólogo com formação técnica consegue fazer uma análise aprofundada e embasada desse tema, com base no mapa natal de uma pessoa.

5 - Quais itens uma previsão astrológica leva em consideração, como funciona isso ? Quando se lê sobre o signo, lá tem sua cor, dia da semana.etc. Explica um pouco mais.
Existem diversos tipos de horóscopos. Geralmente, o horóscopo para cada signo leva em consideração os aspectos que o Sol dos nativos dos diferentes signos recebe em determinado período. É uma análise bastante superficial e que serve apenas de orientação geral e não se compara com a análise e as previsões que são possíveis quando analisamos o mapa natal completo, algo que somente um astrólogo profissional pode fazer.
Geralmente, o horóscopo semanal que vemos publicado no jornal e nas revistas, por exemplo, leva em consideração as fases da Lua e os mapas relacionados aos estágios do que chamamos de Lunação (o ciclo entre Sol e Lua dentro de determinado signo). Já o horóscopo mensal considera o mapa de ingresso do Sol em cada signo, que é outra técnica. A essas técnicas soma-se a análise das efemérides astrológicas que é a movimentação dos planetas no zodíaco. Esses aspectos afetam os vários signos de maneira distinta e daí é possível fazer as previsões. Embora aplique as técnicas da Astrologia, esse tipo de horóscopo é uma orientação geral e não substitui a confecção do mapa natal. Consulte sempre um Astrólogo!

6 - Qual a relação entre signos e ascendentes?
O Ascendente é de suma importância para conhecermos a personalidade de um indivíduo. Dizemos signo Ascendente porque ele corresponde ao signo que ascende no horizonte leste no momento do nascimento. A partir desse dado, obtemos a primeira casa astrológica do Mapa Natal (são doze casas astrológicas ao todo). O cálculo do Ascendente irá determinar os signos que regem as demais onze casas do Mapa Natal e, além disso, também corresponderá ao “cartão de visitas” do indivíduo, a maneira como se mostra, se expressa e age em um primeiro momento. Por isso que é tão importante. Aliás, sua importância é tanta que, caso a pessoa saiba qual é o seu signo Ascendente, deve ler as previsões para ele quando estiver lendo o horóscopo, assim como faz para o seu signo solar.

7 - Conta algumas curiosidades da astrologia.
Uma coisa que muita gente talvez não saiba é que a Astronomia nasceu da Astrologia e não o contrário. Todos os grandes astrônomos da história da humanidade eram também astrólogos. A grande diferença entre as duas é que a Astrologia é geocêntrica e não heliocêntrica, ou seja, considera em todos os seus cálculos a perspectiva a partir da Terra, pois é aqui que vivemos. Copérnico, Paracelso, Newton e até Galileu, entre outros, eram Astrólogos além de Astrônomos.

8 - Qual a ligação entre fases da lua e a gravidez?
Na Astrologia, a Lua rege os ciclos femininos. É da relação entre o ciclo lunar e o ciclo menstrual – afinal, ambos levam 28 dias – que nasceu uma das relações primordiais da Astrologia: a noção de que a Lua representa o princípio feminino dentro de cada indivíduo. Há astrólogos que trabalham especificamente com temas relacionados à fertilidade em suas análises e previsões e os resultados são bastante efetivos.

9 - Qual o teu signo, fala mais sobre tua personalidade.
Sou de Escorpião, com Ascendente Capricórnio e tenho a Lua em Áries. Meu mapa mostra muito o que sou: uma pessoa que pode parecer fechada e formal em um primeiro momento, mas que tem muita profundidade e emoções intensas, sendo extremamente passional.

10 - Quando se fala Astrologia, o que vem na tua mente ?
A ideia de que tudo na vida é cíclico, assim como são os ciclos naturais. A Astrologia, para mim, funciona como uma espécie de relógio cósmico. Costumo dizer que da mesma forma que os ponteiros de um relógio não são os responsáveis pela passagem do tempo – eles apenas o medem – os astros não determinam os acontecimentos na vida das pessoas. Entretanto, seus movimentos tem a capacidade de mensurar determinados estados mentais aos quais estamos predispostos em determinados períodos, o que nos leva a experimentar determinadas situações. Para entender a dinâmica desses ciclos na nossa vida e aproveitar o melhor de cada um deles, existe a Astrologia. 

Crédito das fotos:

1 a 3 - Fotógrafa Jennifer Glass. 4 e 5 - Lilian Correa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário